Para começar motocross (ou fazer trilha), não se precisa de muitos pretextos para convencer um motociclista, que tem espírito aventureiro, de que esse é um esporte verdadeiramente viciante: basta o primeiro contato.

O entrave pode ser o receio de tentar, de não conseguir superar os obstáculos do caminho e achar que a aventura não terá o resultado esperado por não saber direito o que deve ser feito.

Sendo assim, para pegar o jeito da coisa, é fundamental garantir que algumas atitudes sejam tomadas. Obter conhecimentos suficientes sobre o assunto é essencial para sua correta “iniciação”. Afinal de contas, você precisa conhecer em que lugar está pisando.

Confira neste post algumas dicas de como fazer trilha de moto e entre de cabeça no universo das duas rodas.

1. Adquira equipamentos próprios

Antes de tudo, você precisará de um bom equipamento, que dê conforto proteção para todo o seu corpo enquanto pilota.

Você pode optar por kits básicos, que contemplem acessórios obrigatórios como bota, capacete, calça, camisa e luvas. Porém, recomenda-se são os mais completos, que também contêm cotoveleira, colete, óculos de proteção e bolsa para ferramentas.

Consulte pessoas que já praticam o esporte para fazer as melhores escolhas. Assim, você garante que sua primeira aventura seja a mais segura e divertida possível.

2. Escolha uma boa moto para começar motocross

Para quem vai começar a fazer trilhas, uma moto 125cc é suficiente. Não é necessário investir, ao menos de início, em uma máquina de 450cc, que demanda maior experiência e envolve mais custos. Se você adquirir um modelo muito potente, ficará com seu treino limitado apenas a essa categoria, o que é não é recomendável.

Com uma boa motocicleta de 125cc, você aprenderá o melhor do motocross. Caso seja necessário, poderá realizar melhorias na suspensão de acordo com seu nível de experiência e peso. É indicado ainda que o veículo tenha um guidão firme e resistente. Resumidamente, adquira um modelo mais simples e vá fazendo ajustes mais radicais conforme for evoluindo nas corridas

3. Pratique exercícios e tenha uma dieta saudável

Praticar esportes off-road exige um esforço físico considerável do praticante. Imagine se você vai para as trilhas sem estar fisicamente preparado ou mal alimentado? Dificilmente terá resistência para completar os trajetos até o fim, não é?

Portanto, você deve ter boas noites de sono, evitar o consumo exagerado de bebidas alcoólicas na véspera da corrida e exercitar a musculatura corporal.

4. Treine e faça um curso de pilotagem

Se você almeja passar em concurso ou vestibular, precisa estudar muito, correto? Do mesmo modo, se deseja ser um bom piloto, terá que treinar.

Uma boa alternativa é matricular-se em um curso de pilotagem para aprender conceitos e detalhes relevantes, como distribuição correta do peso sobre a moto, centro de gravidade, utilização correta dos freios, entre outros.

5. Encontre alguém mais experiente

Um motociclista mais experiente, que possa acompanhar em suas aventuras, é uma maneira inteligente de aprender e evitar erros durante os trajetos.

Às vezes, um piloto veterano em trilhas pode ser um familiar, um amigo ou um conhecido que capaz de dar suporte a você durante as corridas, permitindo que você ganhe mais experiência na pilotagem dos mais variados caminhos.

Caso não encontre ninguém para te acompanhar, incentive outra pessoa para começar a correr com você. Com os dois praticando e compartilhando experiências e auxílio, a atividade torna-se muito mais proveitosa.

6. Na pista, confira se está tudo em ordem

Por fim, tente ser atencioso e precavido com sua moto, desde sempre. Verifique alguns itens, como água do radiador, pneus, freios, raios, folga nos rolamentos etc. Só entre na pista ou na trilha depois de constatar que tudo está no seu devido lugar, regulado e pronto para o desafio.

E então, o que achou das nossas dicas para começar motocross e/ou fazer trilhas? Coloque-as em prática para que você possa sentir segurança e adrenalina já na sua primeira vez!

Aproveite e compartilhe este artigo com seus amigos nas redes sociais para incentivá-los a fazer trilhas também!