Saber como lavar a moto é fundamental para garantir o bom estado dela, otimizando também o desempenho. Afinal, quando chega o final de semana e estamos prontos para relaxar praticando off-road, não é legal vê-la suja, não é mesmo?

Por isso, no texto de hoje, trazemos seis dicas para você saber como lavar a moto. Continue a leitura e aprenda a fazer uma limpeza sustentável e que preserve o funcionamento dela!

1. Encontre uma sombra

Sabe aquela sombra de fim de tarde? Pois ela é o lugar ideal para lavar a moto. Expor o veículo ao sol eleva consideravelmente as chances de aparecimento de manchas na pintura.

Plásticos também podem ser danificados se a espuma do shampoo secar, por exemplo. Portanto, molhe a moto apenas caso o motor esteja frio, usando uma bucha macia e produtos específicos para eliminar a sujeira. Procure uma loja especializada!

2. Comece pela parte superior

Para otimizar a lavagem e ganhar tempo, a melhor forma de lavar a motocicleta é iniciando o processo pela parte superior dela. Isso faz com que a espuma escorra de modo natural, agindo sobretudo nas rodas.

No começo, dê preferência a itens como painel, lentes e carenagens. Em seguida, lave o banco, a rabeta e a área da placa, que costumeiramente apresentam bastante sujeira após a prática constante de trilhas off-road, por exemplo.

3. Tome cuidado com os jatos

Quem é apaixonado por moto conhece a necessidade de ser bastante cuidadoso com a parte elétrica/injeção, bem como com os chicotes. Por isso, evite ao máximo lançar água nesses itens.

Se a motocicleta tem escapes com saídas para cima, tampe o orifício com uma estopa ou um pano. Em caso de utilização de lavadora de alta pressão, o melhor a se fazer é regular a abertura do leque para algo próximo a um metro.

4. Divida a lavagem em etapas se a moto for grande

É claro que você conhece sua moto melhor do que ninguém. Entretanto, se ela pode ser classificada como um veículo grande para os padrões, opte por uma lavagem dividida em etapas. Nas áreas já esfregadas, jogue água logo na sequência, visando impedir que a espuma se mantenha em contato com a carenagem e seque.

5. Use um pano macio para secar

Finalizada a etapa de esfregar e enxaguar, é hora de secar a moto. Para isso, tenha em mãos um pano macio e o passe em todas as partes possíveis. Em seguida, dê uma volta rápida para secar o conjunto mecânico e os freios. O sistema de frenagem, inclusive, merece atenção redobrada para garantir o funcionamento correto da moto mesmo após uma lavagem completa.

6. Dê os acabamentos necessários

Secagem realizada, já fica bem mais fácil notar riscos ou manchas na pintura. Para maquiá-los, use uma estopa ou um algodão com cera polidora para os plásticos e espalhe. Não se esqueça: faça movimentos firmes e em círculo por pequenas áreas.

Depois, remova o excesso com os já mencionados itens (estopa ou algodão limpo). Para o banco, prefira um hidratante corporal. Se o revestimento for de couro, passe um pedaço de toalha de papel para eliminar o excesso.

Conforme observamos no texto de hoje, saber como lavar a moto é muito importante para assegurar aventuras sem preocupação. Manter o veículo conservado e limpo torna qualquer experiência mais animadora e proveitosa, por mais sutil que isso possa parecer.

E aí, gostou do artigo? Foi útil para você? Então compartilhe o post nas redes sociais e mostre as dicas de lavagem para seus amigos aventureiros!