O preço elevado dos combustíveis, transporte público ineficiente e trânsito caótico estão levando cada vez mais pessoas a encontrarem seu meio particular de transporte — o que principalmente inclui as motocicletas. Em meio a isso, então, é normal que surja uma dúvida: afinal, como escolher a primeira moto?

A procura por esse tipo de veículo vem ganhando cada vez mais força, visto que ele costuma ser muito mais econômico e, pelo seu tamanho, sofre menos nos congestionamentos. Há, ainda, aqueles que querem uma moto por paixão ou lazer, como os praticantes de motocross e esportes off-road

Independentemente de qual seja a sua intenção, é preciso ter atenção em alguns pontos para fazer a compra correta. Pensando nisso, a seguir vamos apresentar dicas de como escolher sua primeira moto. Continue a leitura! 

Escolha entre um modelo novo ou usado 

Há diversas vantagens e desvantagens tanto nas motos usadas quanto nas novas. Por isso, é importante definir suas prioridades. A moto nova, por exemplo, tem garantia por algum tempo, são mais modernas e demandam menos manutenções. Por outro lado, têm o valor bem mais elevado que os modelos antigos. 

Já com as usadas, é possível comprar modelos mais potentes por um preço melhor, e são ótimas opções para quem ainda não tem muita prática. Mesmo que essas, normalmente, não disponham de garantia, ninguém quer que uma moto 0 km sofra possíveis arranhões, — típico dos motociclistas inexperientes —, não é mesmo?

No entanto, a desvantagem é que as usadas precisam de mais idas à oficina para manutenções e consertos, o que pode ser um incômodo (para sua rotina e seu bolso) a longo prazo.

Considere as cilindradas da moto

As cilindradas constituem um dos aspectos mais importantes na hora da escolha. Para quem deseja usá-la no dia a dia, como transporte, uma moto com uma cilindrada baixa (de 50 a 125, por exemplo) dá conta do recado. 

Agora, se a intenção é viajar e ou mesmo praticar esportes, como o motocross, é preciso que ela tenha, no mínimo, 250 cilindradas — aliás, essa é uma boa opção para quem está começando a se aventurar sobre duas rodas. 

Avalie o custo-benefício 

Para saber como escolher a primeira moto ideal, é importante também avaliar o seu custo-benefício. É natural que você fique tentado a comprar aquela opção que impressiona pela beleza. Contudo, nem sempre a estética está ligada a bons recursos. 

Desse modo, é fundamental observar com cautela todas as possibilidades para encontrar aquela que, no geral, atende o seu gosto, tem o desempenho necessário, o preço que vale por ela e, claro, seja a opção que você pode pagar. 

Leve em conta suas necessidades e preferências 

Por fim, e talvez a dica mais importante, é levar em conta a todo o momento as suas necessidades e preferências. Nessa hora, vários aspectos devem ser considerados, como: sua estatura, peso do veículo, qual será o uso da moto, sua experiência como motociclista etc. 

Se você ainda não tem muito domínio na direção, o ideal é adquirir um modelo com menos de 230 kg ou 70 cavalos de potência, assim garantindo a sua segurança.

Por outro lado, se a sua opção é uma versão esportiva, prefira uma moto padrão. Assim, quando tiver mais experiência, pode trocá-la por uma com melhor desempenho. 

Viu como escolher a primeira moto não é um bicho de sete cabeças? O importante é você definir bem os seus objetivos com a máquina e escolher aquela que melhor se encaixa com as suas necessidades e preferências, sempre avaliando o custo-benefício das opções.

Além de tudo isso, é importante também comprar sua moto em um local que seja de confiança e que preze por fornecer produtos de qualidade. Nós da Maxx Fun dispomos de diversos veículos e equipamentos para pessoas que praticam motocross e curtem esportes off-road. Acesse nosso site e conheça mais sobre a gente!