Imagine uma competição com dois dias de duração, mais de 200 km de percurso e muita lama. Assim costumam ser os campeonatos de Enduro F.I.M.! Nessa modalidade, ganha quem fizer o menor tempo em um percurso onde as motos e os pilotos são desafiados!

Apesar de se parecer com outras modalidades de motociclismo off-road, o Enduro tem as suas particularidades. Ele costuma ter percursos maiores, exigir motos com suspensões específicas e ter regras próprias, por exemplo.

Interessado? Neste artigo, você vai descobrir o que é o Enduro F.I.M., quais são as suas semelhanças com outras modalidades off-road e como funciona o Campeonato Brasileiro de Enduro. Continue lendo!

Quais são as semelhanças e diferenças entre o Enduro, o Motocross e a trilha? 

Para quem não é familiarizado com os esportes, essas três modalidades podem parecer a mesma coisa, mas a principal diferença entre elas é que o Enduro e o Motocross são competições oficiais. Já a trilha é praticada de forma informal, como lazer. 

No Motocross, os percursos são menores em relação aos do Enduro e o foco está nos obstáculos. As provas também têm regras mais simples: os competidores partem juntos e as baterias têm cerca de 30 minutos. 

Já no Enduro, os pilotos partem em grupos separados por alguns minutos. Na prática, eles não estão competindo entre si, porque cada um tem o seu tempo de chegada. Como existem etapas nessas competições, eles acumulam posições ao longo do campeonato. 

Para encarar esses percursos, a diferença nas motos também conta. No Motocross, elas são mais robustas, com suspensões duras, para absorver os impactos dos saltos, tanques menores e potência mais alta. Já as motos de Enduro têm suspensões macias, marchas mais longas e a presença de faróis. 

Ainda outra característica que diferencia o Enduro é que as motos de Motocross não podem ser utilizadas em vias públicas. Como, muitas vezes, não são emplacadas e não têm farol ou retrovisor, elas se restringem a circuitos fechados.

Qual é a diferença entre o Enduro de Regularidade e o F.I.M.?

De fato, a principal diferença entre os dois tipos de Enduro está no objetivo da prova. No caso do F.I.M., o piloto deve se esforçar para chegar em primeiro lugar. Já no caso do Enduro de Regularidade, o importante é o ritmo. 

O Enduro de Regularidade tem, geralmente, um percurso menor e circular, dividido em trajetos. Com câmeras e sistemas de monitoramento, a organização do evento observa se os pilotos percorreram os trajetos no tempo indicado.

Aqui, como o nome diz, o importante é manter uma regularidade na velocidade. No final das contas, não importa muito quem chegou em primeiro lugar — muitas vezes, esse piloto fez o percurso mais rápido do que deveria e acaba perdendo pontos. Já no percurso do Enduro F.I.M., ganha quem fez os trajetos em menor tempo.

Como funciona o Campeonato Brasileiro de Enduro F.I.M?

Campeonato Brasileiro de Enduro F.I.M. tem diversas etapas, que acontecem em estados diferentes. Na edição de 2018 são 6 estados, incluindo São Paulo, Minas Gerais e Santa Catarina. O Campeonato começou em março e deve terminar em setembro. 

Nessa competição existem 10 categorias, definidas devido às diferenças na quantidade de cilindradas, quantidade de tempos do motor e de experiência dos pilotos. O grande desafio é equilibrar a aceleração para chegar em primeiro, mas não ultrapassar a velocidade média de 50 km/h, como determina o regulamento. 

Enfim, são tantas as modalidades de motociclismo off-road que, às vezes, pode bater aquela confusão, não é? Mas, agora que você já sabe o que é o Enduro F.I.M., das diferenças entre as duas categorias e por que elas são diferentes do Motocross e da trilha, vale a pena se programar e viajar para assistir a próxima etapa de alguma competição!

Então, gostou do post? Qual é a sua modalidade de esporte off-road preferida? Deixe o seu comentário para a gente!