Você está ensinando a andar de moto para fazer trilha? Então precisa ler este post!

Sabemos que apenas a experiência de muitos quilômetros rodados é que possibilita o domínio da máquina de forma segura. Contudo, nesse início, há alguns aspectos importantes para tornar o aprendizado dos “marinheiros de primeira viagem” mais rápido e eficiente.

Nesse sentido, vamos apresentar 4 dicas para você considerar nesse momento. Continue a leitura para conferir!

1. Alerte sobre não fazer trilhas sozinho

O primeiro aspecto que você deve alertar a quem está ensinando a andar de moto é quanto a não fazer trilhas sozinho.

As quedas, principalmente para quem está começando, podem ocorrer, sendo necessária a ajuda de alguns companheiros de trilha, em alguns casos. Além disso, pode ser que a moto tenha algum defeito mecânico e, mais uma vez, é o grupo que poderá auxiliar.

Outro ponto positivo de fazer trilha com mais pessoas é que os mais inexperientes podem observar quem tem “mais tempo de estrada” para aprender macetes e como são feitas as passagens por determinados obstáculos.

2. Mostre os equipamentos corretos

Assim como em qualquer esporte, fazer trilha envolve possíveis riscos e acidentes. Por isso, é fundamental enfatizar a importância de usar os equipamentos corretos para garantir a segurança do trilheiro. Os mais importantes são: capacete — essencial e obrigatório por lei —, luvas, calçados de cano alto, calça e jaquetas específicas.

É interessante também mostrar ao iniciante quais são as melhores opções. Alguns modelos de capacetes, como aqueles abertos, conhecidos como “jet”, não são os mais seguros do mercado, pois não protegem o queixo. Contudo, evitam aquela sensação de claustrofobia para quem não está acostumado, e pode ser uma boa alternativa para os treinos em baixa velocidade.

3. Indique a moto adequada

moto para fazer trilha deve ser adequada ao tipo de terreno e, dependendo das condições ambientais do dia e modelo da moto, o treino não deve ser recomendado.

Vale mostrar para o trilheiro que há diversas opções no mercado, de variados preços. Na hora da escolha, a potência nem vale muito para quem está começando. Desse modo, uma moto acima de 200 cilindradas poderá atendê-lo muito bem nesse início.

4. Ensine técnicas de pilotagem

Algumas técnicas são essenciais para quem pratica trilha, e são bem simples, devendo ser repassadas para os iniciantes.

A posição do piloto, por exemplo, é uma das técnicas mais importantes: se estiver sentado, os ombros e colunas devem sempre se manter relaxados e os cotovelos um pouco levantados, para sofrer menos com os impactos. Os joelhos devem prender o tanque da moto, e as botas precisam pressionar o quadro. Além disso, é indicado não soltar as manoplas e deixar sempre um ou dois dedos comandando.

Quando estiver em pé, o posicionamento é um pouco diferente. Os joelhos devem ficar sempre flexionados, e o quadro da moto tem de ser pressionado com as pernas. O pé esquerdo deve ser mantido ao lado do pedal de câmbio e o direito no pedal de freio.

Essas são algumas dicas indispensáveis para quem está ensinando a andar de moto de trilha. Portanto, não deixe de alertar sobre a importância do iniciante treinar em grupo, usar os equipamentos e veículo certos, além de ensinar técnicas fundamentais de pilotagem. Afinal, tudo isso tem relação com o aprendizado mas, principalmente, com a segurança do piloto.

Quer receber mais dicas sobre o universo off-road? Então assine nossa newsletter para enviarmos os conteúdos em primeira mão!