Adrenalina, diversão e moto. Se você se identifica com isso, vai gostar de saber quais são os esportes radicais mais praticados e adorados no Brasil, em que a motocicleta se transforma em instrumento de pura magia e entretenimento.

Hoje em dia, existem inúmeras possibilidades de colocar essa máquina para fazer algo mais extremo do que o convencional. Mas preste atenção: usar o equipamento de proteção adequado e conhecer todas as regras dos esportes, aqui citados, são fundamentais para não colocar a sua vida em risco.

A prática deles requer o espaço adequado para tal e o acompanhamento das entidades que regulam essas atividades no Brasil.

Então, pesquise bastante e fique por dentro de tudo o que envolve essas atrações perigosas e, ao mesmo tempo, espetaculares. Confira!

Motocross, MX ou MotoX

Essas três nomenclaturas definem o esporte radical mais querido dos amantes de moto pelo mundo inteiro. O Motocross também é, provavelmente, o menos arriscado. Mesmo assim, sobram emoção e diversão nessa modalidade. E a exigência técnica também é elevada.

As provas acontecem em espaços abertos com terrenos irregulares, que são usados para saltos e acrobacias. As pistas são construídas em percursos fechados de cerca de 1,5 km de distância. As provas têm categorias amadoras e profissionais, com tempo de duração de 10 e 20 minutos, respectivamente.

Os veículos off-road têm pneus próprios para o chão de terra molhada, com alto poder de aceleração e facilidade para execução de manobras.

Wheelie, Wheeling ou Stunt

Essa categoria tem crescido muito no Brasil e vem conquistando cada vez mais seguidores. O termo inglês Wheelie significa “empinar” a máquina. O piloto executa manobras enquanto a moto fica apoiada na roda traseira.

O esporte requer alto condicionamento físico do atleta, já que a força e o equilíbrio são essenciais. O californiano Doug Domokos foi quem o inventou na década de 1970 e é conhecido até hoje como The Wheelie King.

Zerinho

É a clássica manobra do “cavalinho de pau” que ganhou uma modalidade de competições de âmbito internacional.  O piloto freia e acelera o carro ou a moto ao mesmo tempo em que vira o volante ou guidão, executando um giro de 360º.

É também muito utilizado em torneios de drifting, no qual o piloto pontua de acordo com a quantidade de derrapadas controladas e realizadas durante uma prova.

Rally, Rali ou Rallye

As motos também participam dessa competição incrível em vias abertas, que, muitas vezes, oferecem paisagens de tirar o fôlego. No Rali de Velocidade, ganha quem fizer o traçado em menos tempo. No Rali de Regularidade o vencedor é aquele que chegar no tempo mais próximo possível do pré-determinado pela produção do evento.

Globo da Morte

O mais perigoso de todos os esportes com moto. Essa modalidade é uma atração de circo e consiste em cinco ou seis pilotos guiando suas motos dentro de uma esfera de metal em alta velocidade. O risco de colisão é imenso.

Lembre-se de que nunca se deve praticar um esporte de alta periculosidade sem treinamento e condicionamento adequado. O caminho da profissionalização pode ser uma boa alternativa para quem deseja entrar em alguma dessas categorias.

Agora que você já sabe quais são os esportes radicais com moto, comece a treinar e procurar cursos específicos para que você fique preparado da melhor maneira possível. Assim, você pode viver emoção total com adrenalina máxima sem riscos à sua segurança. Afinal, a vida vem em primeiro lugar!

Se você gostou deste post, confira outro artigo que fala sobre as principais diferenças entre as motos on-road e off-road. E boas aventuras!