Apesar de muitas pessoas acharem que eles estão fora de moda, os patinetes trazem muitos benefícios para o desenvolvimento psicomotor das crianças — além de serem muito divertidos, até para adultos. Mas quais tipos de patinetes escolher na hora da compra?

Neste artigo, vamos apresentar quais as principais diferenças entre os modelos disponíveis no mercado e ajudá-lo a decidir qual se encaixa melhor ao perfil de quem vai usufruir desse veículo. Quer saber mais? Então, continue a leitura!

Tipos de patinetes e suas características

Existem basicamente dois modelos que são confeccionados e vendidos no mercado: os manuais e os motorizados. Cada um deles tem suas características próprias e se adequam a cada perfil de idade e necessidade. Vamos descobrir mais sobre eles!

Manuais

O modelo manual é o patinete clássico e simples, movido a força humana (por meio de impulso com os pés) e auxilia ativamente no fortalecimento dos músculos das pernas, dos pulmões e do coração, além de aprimorar a resistência física e o equilíbrio.

Motorizados

Os motorizados são separados em dois modelos: os movidos a gasolina e os que funcionam por meio de eletricidade. Nas duas categorias, o esforço de locomoção é mínimo e o conforto é maior.

Movidos a gasolina

Eles contam com retrovisores, bancos (a maioria) e luzes de sinalização. Alguns ainda têm sistema de freio a disco, proporcionando maior segurança. Dependendo do modelo, podem alcançar uma velocidade máxima de 50km/h.

Elétricos

Os elétricos são energizados por meio de bateria e têm a vantagem de serem recarregados em qualquer tomada, dispondo de uma autonomia de aproximadamente duas horas. Também contam com os itens de composição presentes nos motorizados e podem chegar a 50km/h, dependendo do modelo.

Modelo ideal para cada idade

Apesar de indicado para crianças, a diversão não tem idade e não é restrita apenas aos baixinhos. Existem os mais variados modelos que se adequam a todas as faixas etárias. Para crianças de dois a cinco anos, o mais indicado é um patinete de três rodas (sendo duas dianteiras e uma traseira), pois ele proporciona maior controle do veículo, facilitando o aprendizado.

Dos cinco aos oito anos — quando a criança já se adaptou ao uso do aparelho e tem maior intimidade com os comandos —, pode-se trocar o patinete de três rodas por um com duas. Mas atenção! Dê preferência aos modelos de rodas longas, pois proporcionam mais estabilidade.

A partir dos oito anos, as possibilidades de escolha aumentam, tornando possível utilizar patinetes mais avançados — inclusive modelos motorizados. Esses mais modernos podem ser utilizados também por adolescentes e adultos.

Equipamentos de proteção

Seja qual for o modo de diversão, é imprescindível atentar aos processos de segurança para não correr o risco de transformar um momento de lazer em transtorno. Por isso, escolha modelos de patinetes que tenham freios de qualidade, observe se a montagem está bem-feita e se todas as peças estão bem encaixadas.

Tenha um cuidado maior ainda com os motorizados. Certifique-se do uso dos itens de segurança — como capacete, joelheiras, cotoveleiras e tênis adequado — e leia atentamente o manual de instruções para conhecer as informações de comando e a idade indicada para uso. Além disso, sempre supervisione de perto quando uma criança estiver utilizando o veículo.

Como você pôde ver, existem tipos de patinetes que se adaptam a todas as idades e pessoas. Sabendo escolher o modelo mais adequado às necessidades de quem for utilizá-lo e seguindo as regras de segurança, a diversão é garantida.

Gostou deste artigo e quer saber mais sobre como curtir a vida off-road? Acesse nosso site e conheça nossos produtos